Translate

terça-feira, 17 de fevereiro de 2009

Quando os filhos criam . . . " asas "



Coloquei aqui a alguns dias que os pais precisam de um tempo para si, sozinhos .


Agora descobri que os filhos também. Eles precisam exercitar suas asinhas, e isto muitas vezes tem que ser feito longe dos pais, pois nós pais os protegemos demais.


A Sabrina está com 7 anos e lembro que ela dormiu até hoje 2 vezes na casa da minha cunhada e duas na casa da dinda ( detalhe, as duas moram ao lado da minha casa, rsssss ) , mas meus pais sempre moraram em outra cidade, ela fica lá quando eu vou eles nunca ficaram com ela sozinha, até por medo de ela querer voltar, sentir falta de casa e coisas do tipo.


Bem isso foi antes. Desde novembro o vovô vem convidando ela para ir pro sítio sozinha, e ela tem amado a ideia, mas o papai dela, não. Ela tem pedido e feito planos, semana passada fui para casa de meus pais e a Sabrina avisando que iria ficar, levou uma mochila separada com as suas coisas. Eu fui quinta e voltei sábado. Ela ficou. Disse que voltava segunda feira ( ontem ) agora já disse que volta sexta feira.


Minha filha está exercitando suas asas. Assim como os pais precisam de um tempo para si, vejo que em algum momento da infancia, nossos filhos também precisam de um tempo para eles, alguns vão querer esse tempo antes, outros um pouco mais velhos, mas vão querer. E temos que respeitar esse amadurecimento de nossos filhos. Embora para nós pais e mães pareça que eles são tão frageis e sempre nossos, eles tem vontade e precisam delas para crescer, amadurecer, e quando adultos estarem prontos para alçar voos mais longos.


Quando entrei no ônibus com o Micael ( ele voltou comigo ) meu coração estava apertadinho, mas sabia que ia fazer bem para ela.


No 1º dia ela me ligou umas 5 vezes, no 2º dia ela me ligou duas vezes e no 3 º dia eu tive que ligar.


Sei que ela está bem, meus pais são otimos avós, e ela curte muito ir para o sitio pescar, dar comida para os bichos, ajudar o vô a consertar o barco, agora ela está aprendendo a fazer bonequinhas com a vovó. Vai ter muita experiencia nessa bagagem quando voltar.


Eu aqui estou com uma saudade tremenda, meu filho então, nem se fala. A Mana faz parte dele, ele nasceu ela já estava aí, ele nunca ficou longe. Ele está sentindo falta dela, brincar não tem graça sem a minha irmã, diz ele.Ela é o cachorro e eu sou o carrapato e a pulga dela, ele diz, um cachorro não pode ficar sem a pulga.


Acho que tanto ela quanto nós estamos aprendendo que filhos são nossos enquanto mamam, depois que aprendem a andar é questão de tempo para começarem a traçar seu caminho.




Bjinhos
















Sabrina brincando na floresta do sítio.




Andando no barco que ela e vovô restauraram.

1 Comentário:

Mamães na Itália disse...

Candi,
Lindas essas fotos!!Essa do barco entao, nem se fala!
Adorei ler este post, queria ver o Mic falando q é o carrapato da Bibi, heheh q figura!
Sao uns amados!
bjao neles!
bjokas

Postar um comentário

Contador

Este blog possui atualmente:
Comentários em Artigos!
Widget UsuárioCompulsivo

Top Comentaristas

Widget UsuárioCompulsivo
Blog Widget by LinkWithin

  ©Template by Dicas Blogger.

TOPO